Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘IPE informa’ Category

A ressaca é grande, mas ainda há um compromi$$o antes de darmos adeus a Júlio César, Fred, Daniel Alves e outros que não deverão estar nos campos russos em 2018 (mas que podiam talvez estar na Sibéria).

Em busca de honra, da última alegria e diversas outras palavras vazias, o Brasil se despede de sua Copa do mesmo jeito que em 1950: na Capital Federal. Com gosto amargo e esperando sua próxima chance de sediar o Mundial, diria eu que em 2058.

Horário e local: sábado, 12/7, às 17:00, no Mané Garrincha.

Árbitro: será o argelino Djamel Haimoudi, em sua quarta partida na Copa; antes fez 2×1 , 0x0 , 2×3

Desfalques/Reforços: “reforço” seria um novo técnico, presidente, coordenador, centroavante, sei lá. Então não tem ninguém; assim como resta provado que nenhuma ausência pode ser considerada desfalque.

Pendurados: Henrique e Lúcio estão suspensos… peraí, isso é pro clássico de quinta. No caso da Seleção, se alguém tomar vermelho fica de fora da estreia ainda indefinida da Copa América de 2015, no Chile. Próxima partida: Santos x Palmeiras.

Previsão IPE: Jefferson, Maicon, Thiago Silva, David Luiz, Maxwell; Luiz Gustavo, Hernanes, Ramires, William; Fred, Hulk.

Destaques/Holanda: os laranjas estão com menos vontade ainda de encarar essa partida; cansados após duas prorrogações e com um dia a menos de descanso, devem usar muitos reservas. Van Persie, por exemplo, é desfalque quase certo. E o goleiro deve ser Vorm, o que faria com que os holandeses usassem todo seu elenco.

Olho nele: Blind jogou pelo Ajax contra o Palmeiras. Cillessen também, mas amanhã deve ficar fora.

Ex-brasileiros na Holanda: aquele Vamberto ainda existe?

Palpite IPE: com os dois times expostos, 4 a 2 para os holandeses

Histórico: em Copas é o quinto jogo, após eles nos tirarem em 1974 (0x2) e 2010 (1×2) e nós os eliminarmos em 1994 (3×2) e 1998 (1×1, com Taffarel pegando dois pênaltis). Como um todo, são 12 jogos.

O IPE se lembra: fico com a lembrança da “minha” Copa, a de 1994, quando Romário se envergou todo para permitir que a bomba de Branco nos desse um belo triunfo na tórrida Dallas.

Read Full Post »

braale

Semifinal de Copa entre Brasil e Alemanha. Oito títulos mundiais e seis vices. Duzentas e cinco partidas em Mundiais (não são 206 porque em uma única ambos estiveram presentes), o que significa que praticamente uma em cada quatro das 832 partidas da história tiveram uma das equipes.

Um jogo para a história.

Horário e local: terça, 8/7, às 17:00, no Mineirão.

Árbitro: será o mexicano Marco Rodríguez, em sua terceira partida na Copa; antes apitou Bélgica 2×1 Argélia e, principalmente, Itália 0x1 Uruguai.

Desfalques/Reforços: Luiz Gustavo retorna, mas o que é isso comparado à ausência de Neymar? Além do camisa 10 também o capitão Thiago Silva fica de fora, suspenso.

Pendurados: não tem mais amarelo. Perder a última partida, só em caso de vermelho. Próxima partida: Argentina ou Holanda. Sábado ou domingo?

Previsão IPE: Júlio César, Maicon, Dante, David Luiz, Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Fernandinho, Oscar; Fred, Hulk.

Destaques/Alemanha: o palpite da casa é que Joachim Löw repita o time que bateu a França, com Neuer; Lahm, Boateng, Hummels e Howedes; Schweinsteiger, Khedira e Kroos; Ozil, Klose e Muller

Olho nele: Schweinsteiger tem sido o mais carismático dos alemães. E também é o grande organizador do time.

Ex-brasileiros na Alemanha: Cacau já não joga pelo Nationalelf.

Palpite IPE: esperando estar errado, 1 a 0 para os germânicos.

Histórico: é apenas o segundo confronto em Copas, após a final de 2002. Mas já foram 21 encontros, com ampla vantagem verde-amarela. Quem diz são os alemães.

O IPE se lembra mal e porcamente: a última vez que as equipes se encontraram em solo brasileiro foi há quase 22 anos. O amistoso de dezembro de 1992 aconteceu em Porto Alegre e foi vencido pelos donos da casa por 3 a 1 (gols do ex-palmeirense Luís Henrique, Bebeto e Jorginho e de Matthias Sammer). Um então palmeirense participou da peleja: Zinho.

 

Read Full Post »

CBFXCOL

Quartas-de-final: nas últimas duas Copas, o ponto final para a Seleção Canarinho. Mas agora é nossa festa, na nossa casa. Ou será que não? Na Copa das Américas, a Colômbia também invadiu o país e espera ansiosamente a maior partida de sua história.

Horário e local: sexta, às 17:00, no Castelão.

Árbitro: será o espanhol Carlos Velasco Carballo, em sua terceira partida na Copa; antes apitou Bósnia 3×1 Irã e Uruguai 2×1 Inglaterra (saudade da Fan Fest!). Também apitou a derrota do Atlético-MG frente ao Raja Casablanca no Mundial de Clubes do ano passado.

Desfalques/Reforços: Luiz Gustavo, suspenso, fica de fora, dando lugar provavelmente a Paulinho.

Pendurados: Neymar, Thiago Silva, Neymar, Daniel Alves, Neymar, Hulk, Ramires, Jô e Neymar. Vale lembrar que quem passar por este jogo ileso estará salvo, pois os cartões serão zerados. Próxima partida: quem passar encara o vencedor de França x Alemanha, como se você não soubesse.

Previsão IPE: Júlio César, Daniel Alves, Thiago Silva, Dante, Marcelo; Paulinho, Fernandinho, Oscar; Fred, Neymar, Hulk.

Destaques/Colômbia: como dissemos, é sem dúvida a maior partida da história cafetera. Seriam eles capazes de repetir os 5×0 sobre a Argentina (com 2 de Rincón e 2 de Asprilla) em pleno Monumental de Núñez há 21 anos? Não, mas o time é bom, apesar de não ter pego um verdadeiro desafio até aqui. José Pekerman faz mistério, mas pode repetir o time que passou o carro no Uruguai (2 a 0 ficou barato): David Ospina, Pablo Armero, Mario Yepes, Cristian Zapata, Juan Zúñiga; Abel Aguilar, Carlos Sánchez, Juan Cuadrado, James Rodríguez; Jackson Martínez, Teófilo Gutiérrez.

Olho nele: meio óbvio, não? James (sim, se fala Râmes, já sabemos) Rodríguez – cunhado do goleiro Ospina – é o capocannoniere do Mundial até o momento.

Ex-brasileiros na Colômbia: nenhum, mas tem Parmera em campo. Rola Armeration?

Palpite IPE: 2 a 1 na prorrogação (Neymar duas vezes)

Histórico: contra o Chile, foram 68 partidas antes das oitavas, sendo três por Copas. Apesar de vizinhos nossos, os colombianos não cruzaram tantas vezes assim nosso caminho: foram 25 jogos, 15 vitórias, 8 empates e somente duas derrotas – uma em BH. Mas os últimos quatro jogos terminaram empatados. Mais você vê aqui.

O IPE se lembra: 15 de novembro de 2000. No feriado da República, o Brasil recebe a Colômbia no Morumbi pelas eliminatórias, na estreia do técnico Emerson Leão.

O goleiro era Rogério Ceni, e toda vez que havia uma falta perigosa a favor o estádio se dividia: são-paulinos eriçados, palmeirenses e corintianos secando a própria equipe verde-amarela. Todas passaram longe do alvo. E toda a torcida, tricolores inclusos, vaiavam compulsivamente nos minutos finais.

No fim, quem gritou mais alto foram os palmeirenses, com o gol na última bola do já milanês Roque Júnior. Aliás, dos onze titulares aquele dia, OITO jogaram ou jogariam depois no Verdão: toda a zaga – Cafu, Lúcio, Roque Júnior e Júnior – mais César Sampaio, Juninho Paulista, Rivaldo e Edmundo. Do lado colombiano, Yepes já era titular, e olha que faz quase 14 anos…

Foi a única partida da Seleção que eu assisti in loco, e também a última vez que eu pisei naquele estádio cada dia mais obsoleto.

Última e essencial observação: já dissemos que Neymar está pendurado?

 

Read Full Post »

CBFxCHI

Após uma primeira fase de alguns altos e bastante baixos, o Brasil entra no mata-mata e o Chile, no morre-morre. Afinal, a história mostra que a freguesia vermelha é histórica.

Porém, a história também diz que sempre houve um palmeirense entre os brasileiros campeões. E a palestrinidade sábado estará do outro lado…

Horário e local: sábado, 28/6, às 13:00h no Mineirão

Árbitro: será o inglês Howard Webb. Foi o árbitro na decisão da Copa do Mundo 2010. E naquela edição apitou as oitavas de final também. O jogo? Brasil 3 x 0 Chile. Apitou somente um jogo até agora na Copa brasileira: Colômbia 2 x 1 Costa do Marfim.

Desfalques/Reforços: David Luiz está com incômodo nas costas e pode dar lugar a Dante; Paulinho deve finalmente ir para o banco com Fernandinho tomando seu lugar, e se Hulk der mole Ramires também joga.

Pendurados: Neymar e Luiz Gustavo. Próxima partida: quem passar encara o vencedor de Colômbia x Uruguai

Previsão IPE: Júlio César, Daniel Alves, Thiago Silva, Dante, Marcelo; Luiz Gustavo, Ramires, Fernandinho, Oscar; Fred, Neymar.

Destaques/Chile: apesar da derrota para a Holanda na última partida da fase de grupos, o Chile vem com moral e muito respeitado por Felipão. La Roja tem dúvidas sobre a escalação inicial, pode pintar Valdívia no lugar de Silva. Com o mago em campo iniciando de titular o Chile venceu a Austrália por 3×1, com Silva iniciando entre os 11, venceram a Espanha por 2×0.

Olho nele: O Chile conta com vários jogadores de destaque, mas sem dúvida o principal deles até agora é o avante do Barcelona, Alexis Sánchez.

Ex-brasileiros no Chile: nenhum, entretanto La Roja conta com 3 jogadores que atuam no Brasil: Mena, lateral do Santos, Aranguiz, volante do Internacional e Magya i locura, o craque que o palmeirense não sabe se terá volta depois do mundial.

Palpite IPE: dois a um, Neymar e Oscar

Histórico: Brasil e Chile tem um histórico vasto, já se enfrentaram em Copa do Mundo, Copa América, amistosos e claro, nas eliminatórias de várias copas. Num universo de 68 jogos são 48 vitórias brasileiras contra apenas 7 chilenas, com 13 empates. Vale destacar que o Brasil jamais perdeu para o Chile jogando em terra brasilis.

Em Copas já os enfrentamos em três oportunidades, sendo duas delas coincidentemente nas oitavas de final, inclusive no último mundial:

Brasil 3×0 Chile, 2010

Brasil 4×1 Chile, 1998

Brasil 4×2 Chile, 1962

O Brasil não perde para o chile desde as eliminatórias da Copa do Mundo 2002, em partida realizada no ano 2000 fomos derrotados por 3×0.

O IPE se lembra: O IPE estava presente na partida das eliminatórias para a Copa do Mundo 2006 realizada no antigo Mané Garrincha, ocasião em que o Brasil derrotou o Chile por 5×0, fora o baile. O jogo foi no dia 04/09/2005 e os gols foram marcados por Adriano Imperador (3x), Robinho e Juan.

Read Full Post »

 cmrbra

É hora da primeira final! OK, é uma final meia-boca, contra um adversário já eliminado, mas a #CopadaCostaRica já mostrou que não tem partida ganha de véspera. Assim, o Brasil precisa do empate para garantir vaga, mas melhor vencer para ficar mais tranquilo em relação ao primeiro lugar.

De quebra, é dia de estatística importantíssima: a Seleção Brasileira chega à sua centésima partida em Copas do Mundo. Cenário montado para boa vitória.

Horário e local: segunda-feira, 23/6, às 17:00h no Mané Garrincha (Estádio Nacional é o %$#). Brasília já recebeu dois jogos da Copa: Suíça 2×1 Equador e, num confronto Conmebol x CAF, Colômbia 2×1 Costa do Marfim.

Árbitro: será o sueco Jonas Eriksson. Nesta Copa, apitou (bem) Gana 1×2 EUA; fez diversas partidas de Liga dos Campeões na temporada, inclusive uma semifinal (Atlétic0 de Madrid 0x0 Chelsea).

Desfalques/Reforços: Hulk deve voltar, Fred pode sair.

Pendurados: Neymar, Thiago Silva, Luiz Gustavo e Ramires. Vale lembrar que os cartões só são zerados na passagem das quartas para as semis.

Próxima partida: se passarmos de fase, pegamos Chile ou Holanda.

Previsão IPE: Júlio César, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz, Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar; Hulk, Fred, Neymar.

Destaques/Camarões: já eliminados, os camaroneses vêm protagonizando as famosas “cenas lamentáveis”. Expulsão de Song, troca de cabeçadas, fora a greve antes do embarque. O time está se desmanchando, lembrando muito 1994, quando após eliminados na segunda rodada largaram mão de tudo, consagrando Oleg Salenko, autor de cinco gols nos 6 a 1 da despedida.

Olho nele: Não tem jeito, o destaque é a provável despedida de Samuel Eto’o das Copas do Mundo. Com 33 anos e sem garantia alguma de que Camarões se classifique para 2018, o atacante pior que Obina dá adeus aos mundiais.

Ex-brasileiros em Camarões: até onde eu sei, ninguém.

Palpite IPE: 4 a 0, dois de Neymar, Oscar e William.

Histórico: são quatro embates, sendo o primeiro deles o mais famoso, o único por Copas. Segue a lista:

Brasil 3×0 Camarões, 1994 (Copa do Mundo, gols de Romário, Márcio Santos e Bebeto )

Brasil 2×0 Camarões, 1996 (amistoso, gols de Giovanni e Djalminha, seu único pela seleção)

Brasil 2×0 Camarões, 2001 (Copa das Confederações, gols de Carlos Miguel e Washington)

Brasil 0x1 Camarões, 2003 (Copa das Confederações, gols de Eto’o)

O IPE se lembra: vamos falar do único jogo não oficial. Neste amistoso de 1996, jogado em Curitiba, três palmeirenses defenderam a Seleção: Cléber, Leandro Ávila (!) e Djalminha. Além deles, estiveram em campo o ex-palmeirense Zetti e os futuros palestrinos Denílson, Oséas e Renaldo.

Read Full Post »

bramex

A segunda rodada da Copa começa (antes de a primeira acabar) com o Brasil buscando vaga para as oitavas contra um tradicionalíssimo adversário. Os mexicanos vêm sendo uma pedra no sapato, mas em Copas o buraco é mais embaixo. Promesse de jogo interessante hoje!

Horário e local: terça-feira, 17/6, às 16:00h no Castelão (TV Gazeta, com Fernando Solera, Chico Lang e Luís Henrique Gurian. Estranho… será que me passaram uma ficha errada?).

Atenção: vale lembrar que, no único jogo disputado em Fortaleza, o time da Concacaf bateu o da Conmebol por 3 a 1.

Árbitro: será o turco Cüneyt Çakir. Foi o quarto árbitro na decisão da Liga dos Campeões e da Euro 2012 e apitou uma semi da Liga Europa. Última partida internacional oficial: Ucrânia 2×0 França, pela repescagem europeia.

Desfalques/Reforços: Hulk é dúvida, e Ramires pode aparecer.

Pendurados: Neymar e Luiz Gustavo. Próxima partida: Camarões x Brasil.

Previsão IPE: Júlio César, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz, Marcelo; Luiz Gustavo, Ramires, Paulinho, Oscar; Fred, Neymar.

Destaques/México: vindo de boa estreia, Miguel Herrera não deve mexer sua equipe, que adentra o esmeraldino com Ochoa; Aguilar, Rodriguez, Marquez, Moreno, Layun; Herrera, Vásquez, Guardado; Giovanni dos Santos, Peralta.

Olho nele: O atacante Traquinas é bastante Peralta, ou vice-versa, e destruiu Neymar e o resto da trupe de Mano Menezes na final olímpica de 2012.

Ex-brasileiros no México: o mais próximo é Giovanni dos Santos, porque seu pai nasceu aqui. Mas ele é mexicano mesmo, de cuerpo y alma y RG.

Palpite IPE: dois a um, Neymar e David Luiz

Histórico: Brasil e México tem um histórico muito amplo de confrontos em tudo quanto é competição. Copa do Mundo, Copa América, Ouro, das Confederações, Olimpíada, amistoso, ao gosto do freguês – que historicamente são eles, ainda que nos últimos anos tenhamos nos curvado várias vezes a La Tri.

Em Copas, foram estes os três embates. Percebam que nunca levamos gol:

Brasil 4×0 México, 1950 (também foi o primeiro jogo entre as equipes)

Brasil 5×0 México, 1954

Brasil 2×0 México, 1962

No todo, foram 38 partidas, com 22 vitórias brasileiras, 6 empates e 10 derrotas. Nos últimos dez jogos, porém, foram quatro vitórias nossas, cinco deles e um empate. Isso sem contar os Jogos Olímpicos, que não são disputados pela seleção principal

O IPE se lembra: A Copa das Confederações de 2005 terminou muito bem para o brasileiro, após derrotarmos a Alemanha na semi e golearmos a Argentina na final. Na segunda partida da primeira fase, porém, os mexicanos venceram: 1 a 0. Alerta!

Read Full Post »

bracro

Duzentos milhões em ação, pra frente Brasil, salve a Seleção!

Quase sete anos após ser homologado como sede da Copa, finalmente a bola rola para o segundo Mundial em solo brasileiro. O adversário é o mesmo da estreia de 2006, e espera-se que, como naquela vez, a largada seja com vitória. Acompanhe aqui as informações deste teste pra cardíaco, amigo!

Horário e local: quinta-feira, 12/6, às 17:00h no Isentaquerão (Band com Teo José, Neto e Edmundo, SporTV com Milton Leite, Mauricio Noriega e Belletti, Fox Sports com João Guilherme e Mário Sérgio, ESPN Brasil com Paulo Andrade, PVC e Paulo Calçade, Bandsports com José Luiz Datena e sei lá quem comentando, mais aquele canal que tem a pachorra de empregar o Caio).

Árbitro: será o japonês Yuichi Nishimura, que pela segunda vez seguida apita o Brasil em Copas, já que também trabalhou na derrota para a Holanda em 2010. Foi a única partida da Seleção em que ele atuou; em nível olímpico, fez Brasil 3×1 Bielorrússia em 2012.

Nishimura atuou bastante nas eliminatórias asiáticas, tendo como última participação o jogo de ida da repescagem (Jordânia 1×1 Uzbequistão). Na Copa das Confederações, apitou Espanha 2×1 Uruguai.

Desfalques/Reforços: por enquanto ninguém, mas melhor bater três vezes na madeira.

Pendurados: ninguém. Próxima partida: Brasil x México.

Previsão IPE: Júlio César, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz, Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar; Hulk, Fred, Neymar.

Destaques/Croácia: o técnico Niko Kovač tem problemas – o atacante Mandžukić está suspenso e o lateral-esquerdo Pranjic (chega de acentos), único convocado da posição, está lesionado. O time europeu deve vir a campo com Pletikosa; Srna; Lovren, Vida, Vrsaljko; Brozovic, Modric, Perisic, Kovacic; Eduardo, Jelavic.

Olho neles: Modric acaba de ser campeão europeu pelo Real Madrid.

Ex-brasileiros na Croácia: o atacante Eduardo e o meia Sammir.

Palpite IPE: não revelamos por causa do bolão. Ah, tá bom: 2×0, Fred e Hulk.

Curiosidades: estreias, como os técnicos adoram falar, são os piores jogos. Vamos falar delas então:

Em estreias de Copas, o Brasil tem 15 vitórias, 2 empates e 2 derrotas. O último tropeço foi diante da Suécia, em 1978 (1×1). Já estreamos uma vez contra a própria Croácia, 1×0 (2006), e duas contra sua “mãe”, a Iugoslávia (1×2 em 1930 e 0x0 em 1974)

Em aberturas de Copa, o Brasil atuou três vezes: vitórias por 4×0 contra o México em 1950 e 2×1 contra a Escócia em 1998, e aquele empate com a Iugoslávia de 1974. Notem o tabu: toda vez que abrimos a Copa com vitória, e somente nestas ocasiões, fomos vice-campeões.

Em estreias, a Croácia (estatística vale pra todos, né?) tem uma vitória (3×1 Jamaica em 1998) e duas derrotas (1×0 México em 2002 e para o Brasil em 2006). Eles jamais abriram um Mundial.

O goleiro Pletikosa será o único dos que atuaram no jogo de 2006 a voltar a campo. O hoje técnico Kovac também jogou, e Fred estava no banco.

Histórico: A contagem oficial da CBF registra três partidas entre brasileiros e croatas; o primeiro deles foi disputado com a seleção olímpica, e por isso é controverso. Incluindo esta partida, os jogos foram:

Brasil 1×1 Croácia, 1996 (Manaus, amistoso), gol de Sávio

Croácia 1×1 Brasil, 2005 (Split, amistoso), gol de Ricardinho

Brasil 1×0 Croácia, 2006 (Berlim, Copa do Mundo), gol de Kaká

O IPE se lembra: Brasil e Croácia quase se enfrentaram numa final de Copa do Mundo. Em 1998, o Brasil passou nos pênaltis pela Holanda na semifinal da terça, e na quarta os croatas abriram o placar contra os donos da casa, que no fim viraram e depois nos atropelaram na decisão.

Read Full Post »

Older Posts »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 44 outros seguidores