Feeds:
Posts
Comentários

Posts com Tag ‘Final’

Chegou a hora! Anos de espera podem finalmente acabar nos noventa minutos finais da decisão da Copa do Brasil 2012. Com a vantagem construída no jogo de ida, o Palmeiras vai a campo com o regulamento debaixo do braço, podendo até perder por um gol de diferença. Vale lembrar também que um ou mais gols palestrinos obrigam o Coxa a fazer 3 gols de diferença.

Horário e local: Quarta-feira, 11/07, as 21:50, no Couto Pereira (Band, Sportv, ESPN Brasil e também Globo, mas nem pense nisso)

Árbitro: o apito será trilado pela mais nova estrela da CBF, Sandro Meira Ricci (DF), cujo histórico registra 7 jogos, com 3V/1E/3D. Nesta Copa do Brasil, Ricci apitou Grêmio 2×0 Fortaleza, nas oitavas, e Coritiba 4×1 Vitória, nas quartas.

2011 – 3×2 Atl-MG (BR, c)

2010 – 1×1 Goiás (BR, f) / 0×1 Atl-GO (CB, f)

2009 – 3×1 Atl-MG (BR, c) / 0×2 Flamengo (BR, c) / 2×3 Vitória (BR,f)

2008 – 2×1 Atl-PR (BR, f)

Destaques/Palmeiras: Barcos, se recuperando de cirurgia, e Valdivia, suspenso, ficam de fora. Maikon Leite e Román, lesionados contra a Ponte, devem ficar de fora. Luan já está liberado para os treinos e pode ser surpresa na decisão. Henrique volta após cumprir suspensão.

Destaques/Coritiba: Emerson levou o terceiro amarelo no jogo de ida e está fora. O volante Sérgio Manoel volta de suspensão, e o atacante Roberto e o lateral Ayrton estão recuperados de lesão e vão para o jogo.

Ex-palmeirenses no Coritiba: o meia Lincoln e o volante Chico.´

Escalações prováveis:

Palmeiras

Bruno  7J / 4GS / 0 CA. Bola Verde: 6,97
Artur  4J / 0 CA. Bola Verde: 7,15
Maurício Ramos  5J / 1 CA. Bola Verde: 6,20
Thiago Heleno  3J / 1G / 0 CA. Bola Verde: 8,50
Juninho  9J / 1G / 1 CA. Bola Verde: 6,45
Henrique  8J / 1G / 2 CV. Bola Verde: 7,03
Marcos Assunção  9J / 2G / 2 CA. Bola Verde: 5,76
João Vítor  9J / 2 CA. Bola Verde: 5,71
D.Carvalho  4J / 0 CA. Bola Verde: 5,50
Mazinho  7J / 3G / 0 CA. Bola Verde: 6,94
Betinho  2J / 0 CA. Bola Verde: 5,20

Coritiba

Vanderlei  11J / 6 GS / 0 CA
Ayrton  4J / 2 CA
Demerson  8J / 1 CA
Pereira  3J / 0 CA
Lucas Mendes  8J / 4 CA
Sérgio Manoel  6J / 3 CA
Gil  8J / 3 CA
Rafinha  4J / 1 CA
Everton Ribeiro  9J / 4G / 1 CA
Everton Costa  5J / 2G / 1 CA
Roberto  10J / 2G / 2 CA

Palpite IPE: o Coritiba abre o placar aos 5 do segundo tempo, com Roberto, mas Marcos Assunção cala o Couto Pereira aos 25. Dali pra frente, bola pro mato que o jogo vale muito mais que um campeonato.

Último confronto em Curitiba: foi pelo BR2011 – 1×1 – gols de Assunção para o Palmeiras e Jéci para o Coritiba.

Última derrota em Curitiba: essa o palmeirense nunca mais vai esquecer – 0×6 pela Copa do Brasil 2011.

Última vitória em Curitiba: faz muito tempo, mas curiosamente foi pela Copa do Brasil – 1×0 – gol de Marquinhos, em 1997.

Histórico: como se pode ver, o histórico é equilibrado, mas com leve vantagem palestrina.

GERAL COPA DO BRASIL
J V E D GP GC J V E D GP GC
48 19 15 14 75 61 5 4 0 1 9 8

O IPE se lembra: em 1997 o Palmeiras enfrentou o Coxa pela segunda fase da Copa do Brasil. No jogo de ida, em Curitiba – 1×0 – gol de Marquinhos. Este jogo marcou a apresentação aos Palmeirenses do futuro camisa 10 alviverde: Alex.

Read Full Post »

Incontestável

Mais na base do vai ou RACHA que na qualidade técnica, mais pela vontade de vencer do que pela capacidade, o fato é que o Palmeiras vai pro ‘segundo tempo’ da finalíssima da Copa do Brasil 2012 podendo perder por até 1 gol de diferença para ser CAMPEÃO. Em tempos de jejum, o troféu pode vir amassado e virado de ponta cabeça, o título é o que mais importa no momento. Nesse instante no espaço-tempo que compreende o intervalo entre as duas partidas nada vale mais que o título, nomes, qualidade do futebol apresentado, nada, só o título. É o resgate do orgulho do campeão do século XX.

A partida foi quase tão bipolar (com a licença poética da palavra) quanto a própria torcida, na primeira metade do embate o time Alviverde de Palestra Itália limitou-se ao posto de ESPECTADOR do futebol paranaense, o Coritiba desperdiçou chances inacreditáveis. O desespero já tinha tomado conta, roubado uma cerveja da geladeira e estava tirando uma com a nossa cara quando no último minuto do tempo regulamentar o lateral Jonas agarrou Betinho – por quê Barcos, por que!? – e o juizão botou na cal. Valdívia cobrou um tanto quanto perigosamente e conferiu: 1 x 0 inacreditável pelo futebol apresentado até então.

Pro segundo tempo o Verdão tomou uns bons tapas na cara no vestiário e voltou mais calmo, tocando melhor a bola e dominando as ações do jogo, finalmente jogávamos em casa de verdade.  Pouco antes dos 20′ falta perto da grande área coxa branca e Marcos Assunção contou com assistência de Lincoln para colocar a bola na cabeça de Thiago Heleno, bola no ângulo e goleiro grudado no chão, inacreditáveis 2×0. No entanto, o excesso de reclamações em todas as faltas assinaladas pela arbitragem viria a cobrar caro; depois de simular que jogaria a bola no adversário ainda no começo do 2ºT, Valdívia tomou o primeiro amarelo, não satisfeito continuou reclamando, gesticulando e principalmente ACOTOVELANDO adversários, não deu outra e o homem de preto amarelo botou o chileno pra fora, uma baita dor de cabeça GRATUITA pro jogo de volta. Outro ponto negativo foi a chance desperdiçada infantilmente por Maikon Leite; depois de entrar no lugar de Mazinho, o camisa 7 recebeu excelente passe na cara do goleiro, tentou o drible, se atrapalhou com suas duas pernas esquerdas e recuou a bola para o zagueiro adversário que fazia a cobertura, jogando no lixo a chance de finalizar o Coritiba, um 3×0 em casa praticamente asseguraria o título. Ao final o 2×0 ficou no placar e não se pode negar que foi um excelente resultado.

O time não pode achar que já ganhou, foco e dedicação mais uma vez vão garantir esse título, NÃO PODEM RELAXAR, ainda.

Vamos às notas:

Bruno – salvou o time no primeiro tempo, ótimas defesas e um milagre logo no começo – 9
Artur – boa partida na defesa. Ia fazer um gol se nao sofresse a falta do Émerson – 7
Maurício Ramos – perdido no 1ºT, soberano no 2º – 7
Thiago Heleno – é disparado o melhor zagueiro do time, segurança total – 9
Juninho – no 1ºT marcou mal e não apoiou nada, no 2º se apresentou mais ao ataque – 7
Márcio Araújo – mais uma vez destoou, errou muitos passes na saída de bola e fez faltas bobas perigosas perto da área – 5
Marcos Assunção – só apareceu na hora das faltas, uma delas foi assistência, ótimo – 7
João Vitor – muito mal nos passes e afobado na marcação, acompanhou Márcio Araújo – 5
Valdívia – é o herói e o vilão, fez o gol que deu tranquilidade ao time e depois foi expulso infantilmente, sequer pensou no jogo da volta, rua! – ZERO
Mazinho – discreto, ficou devendo muito – 5
Betinho – abaixo do que precisávamos, acima do que esperávamos – 6

Maikon Leite – jogou no lixo a chance de ir para Curitiba com 3×0 no placar, foi displicente – 5

Felipão – o time começou muito mal e depois que voltou do vestiário era outro, tem dedo do treinador nas duas coisas, hoje fica com o mérito de abrir uma vantagem tão boa – 8

Confira os melhores momentos:

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 X 0 CORITIBA

Local: Arena Barueri, Barueri (SP)
Data e hora: 5/7/2012, às 21h50
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Fabricio Vilarinho da Silva (GO)
Público e renda: 28.557 / R$ 1.874.214,00
Cartão vermelho: Valdivia, aos 24′/2ºT
Cartões amarelos: Júnior Urso, Jonas, Emerson e Tcheco (CO); Valdivia e Márcio Araújo (PAL)
GOLS: Valdivia, aos 47′/1ºT; Thiago Heleno, aos 19′/2ºT

PALMEIRAS: Bruno, Artur, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor e Valdivia; Mazinho (Maikon Leite, aos 35′/2ºT) e Betinho. Técnico: Luiz Felipe Scolari

CORITIBA: Vanderlei, Jonas, Pereira, Emerson e Lucas Mendes; Willianm, Júnior Urso (Tcheco, aos 30′/2ºT), Gil (Anderson Aquino, aos 23′/2ºT) e Everton Ribeiro (Lincoln, aos 11′/2ºT); Rafinha e Everton Costa. Técnico: Marcelo Oliveira

Read Full Post »

A espera chega ao fim. Quinze dias após despacharmos o Grêmio, vamos ao que interessa: a grande final da Copa do Brasil 2012. Dada a importância da peleja, o IPE preparou um pré-jogo turbinado, com tudo sobre a decisão.

Horário e local: Quinta-feira, 05/07, as 21:50, na Arena Barueri (Band, Sportv e ESPN Brasil. Faltou um canal aí, né?)

Árbitro: o apito será de Wilton Pereira Sampaio (GO, ex-DF), cujo histórico “balanceado” registra 9 jogos, com 3V/3E/3D, sendo que essas três derrotas foram com o time reserva. Wilton foi também o árbitro da partida Coritiba 2×0 SPFC, que deu a vaga na final ao Coxa. Em 2012 já apitou 5 jogos entre Brasileiro e Copa do Brasil. O único em que o mandante não venceu foi justamente um jogo nosso (ver abaixo). Nas demais partidas, vitórias dos donos da casa.

2012 – 3×1 Horizonte (CB, f)

2011 – 1×1 Cruzeiro (BR, f)

2010 – 1×2 Cruzeiro (BR, f) / 1×2 Fluminense (BR, c) / 0×3 Atl-GO (BR, c) / 0×0 Botafogo (BR, f) / 2×0 Atl-PR (BR, c) / 0×0 Vasco (BR, f)

2009 – 2×1 Internacional (BR, c)

Destaques/Palmeiras: Luan e Wesley permanecem estregues ao DM. Henrique cumpre suspensão automática pela expulsão contra o Grêmio. Maurício Ramos não teve lesão constatada nos exames e fica a disposição.

Pendurados/Palmeiras: Cicinho, João Vitor e Assunção. Próxima partida: pela Copa do Brasil, será o jogo de volta, em Curitiba.

Destaques/Coritiba: o Coxa vem para o jogo cheio de dúvidas e possíveis desfalques. O voltante Sérgio Manoel está fora, suspenso. Os atacantes Roberto, Anderson Aquino e Marcel, e os laterais Eltinho e Ayrton estão em tratamento de lesões. Destes, apenas Roberto e Anderson Aquino devem ter condições de jogo. Chico, que já disputou a CB pelo Palmeiras este ano, está impedido de jogar. Repetindo o que já fez na partida de ida da semi final, o técnico Marcelo Oliveira deve utilizar 3 volantes.

Pendurados/Coritiba: o lateral-direito Ayrton (que como dito já não deve jogar), o zagueiro Emerson, o atacante Roberto e o meia reserva Lincoln.

Ex-palmeirenses no Coritiba: o meia Lincoln e o volante Chico.´

Escalações prováveis:

Palmeiras

Bruno 6J / 4GS / 0 CA. Bola Verde: 6,54
Artur 3J / 0 CA. Bola Verde: 7,21
Maurício Ramos 5J / 1 CA. Bola Verde: 6,00
Thiago Heleno 2J / 1 CA. Bola Verde: 8,25
Juninho 9J / 1G / 1 CA. Bola Verde: 6,35
Márcio Araújo 8J / 0 CA. Bola Verde: 5,75
Marcos Assunção 8J / 2G / 2 CA. Bola Verde: 5,50
João Vítor 8J / 2 CA. Bola Verde: 5,84
Valdivia 5J / 2G / 3 CA. Bola Verde: 7,64
Mazinho 6J / 3G / 0 CA. Bola Verde: 7,36
Barcos 8J / 4G / 3 CA. Bola Verde: 6,80

Coritiba

Vanderlei 10J / 4GS / 0 CA
Jonas 4J / 1 CA
Emerson 10J / 1G / 2 CA
Pereira 2J / 0 CA
Lucas Mendes 7J / 4 CA
Willian Farias 4J / 0 CA
Gil 7J / 3 CA
Júnior Urso 8J / 0 CA
Everton Ribeiro 8J / 4G / 1 CA
Everton Costa 4J / 2G / 1 CA
Roberto 10J / 2G / 2 CA

Palpite IPE: 2×0, gols de Assunção e Barcos.

Último confronto e última derrota em SP: foi pelo BR2011 – 0×2 – gols de Davi e Leonardo

Última vitória em SP: foi pela CB2011 – 2×0 – gols de Assunção e Emerson (contra)

Histórico: como se pode ver, o histórico é equilibrado, mas com leve vantagem palestrina.

GERAL COPA DO BRASIL
J V E D GP GC J V E D GP GC
47 18 15 14 73 61 4 3 0 1 7 8

O IPE se lembra: a primeira vez que Palmeiras e Coxa se cruzaram na Copa do Brasil foi em 1997. No jogo de volta, já com a vantagem conquistada no Paraná, o Palmeiras venceu – 4×2 – gols de Júnior, Edmílson, Djalminha e Marquinhos para o Palmeiras, e Alex e Claudiomiro para o Coritiba.

Read Full Post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 41 outros seguidores