Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Campeonatos’ Category

novoriz

As quartas já são passado

 

Com uma contundente vitória por 3 a 0 sobre o Novorizontino na noite desta sexta, o Palmeiras garantiu passagem para sua quarta semifinal do estadual seguida. Nas ocasiões anteriores, em duas paramos lá mesmo e a outra parou nos pênaltis da decisão. E agora?

O próximo obstáculo ainda é incerto. Nos próximos dias os rivais decidem sua sorte, e dos resultados depende a definição. Para que você saiba exatamente pelo que torcer, trazemos nossa tradicional chave do mata-mata. Clique aqui para ampliar e saiba todas as combinações possíveis para o próximo desafio do Verdão no Estadual.

semis17

Read Full Post »

3901380097-dudu-faz-gesto-com-bone-de-wanderley-nogueira-da-jovem-pan-apos-gol-contra-o-corinthians

O que guardaremos desta primeira fase

Chegou ao fim a primeira fase do Paulistão. Já sabemos que a próxima pedra no caminho verde será o São Bernardo; no entanto, o resto do caminho verde até a taça ainda não está definido. Mas nós vamos mostrar como será.

Existem quatro combinações a cada partida: vitória do mandante no tempo normal, mandante nos pênaltis, visitante no tempo normal ou nos pênaltis. Sendo quatro confrontos nas quartas, temos um total de 44 combinações possíveis de resultados, ou 256. Dessas, podemos desprezar todas as que põem o time do ABC como vencedor. Não que sejam favas contadas – é que não faz sentido projetarmos o que vem por aí se nós não estivermos, certo?

Sobram então 128, e são essas possibilidades todas que apresentamos a você. Por sorte, este ano muitas de novo são redundantes: nos casos de Corinthians, Santos e São Bento, é indiferente para efeito de chave se eles passariam nos pênaltis ou no tempo normal. Essa é a razão pela qual você não contará 128 possibilidades abaixo, e sim 40 (pouco mais que as 36 do ano passado, mas bem melhor que as 81 de 2014).

Então é isso. Clique aqui para ampliar ou imprimir, brinque de captar o que cada figura representa, escolha o que você prefere e seque à vontade. Vamos ver se o time que vem se dando bem nos clássicos termina o campeonato do ano da Olimpíada com volta olímpica.

semi2016

 

 

Read Full Post »

Será que vem mais um desses?

Será que vem mais um desses?

Chegou ao fim a primeira fase do Paulistão. Ao contrário do ano passado, desta vez os três grandes – e também o SPFC – conseguiram avançar de fase.

No entanto, o caminho verde até a taça ainda não está definido. Certo é que de cara vem o Botafogo, que ano passado nos derrotou no Santa Cruz, em jogo único no Allianz segunda à noite. Ou quem sabe em Barueri na madrugada de terça, Presidente Prudente quinta ao meio-dia… a Federação promete resolver o impasse ainda hoje. Daí pra frente, tudo depende dos resultados dos outros confrontos.

Existem quatro combinações a cada partida: vitória do mandante no tempo normal, mandante nos pênaltis, visitante no tempo normal ou nos pênaltis. Sendo quatro confrontos nas quartas, temos um total de 44 combinações possíveis de resultados, ou 256. Dessas, podemos desprezar todas as que põem o tricolor ribeirão-pretano como vencedor. Não que sejam favas contadas – é que não faz sentido projetarmos o que vem por aí se nós não estivermos, certo?

Sobram então 128, e são essas possibilidades todas que apresentamos a você. Por sorte, este ano muitas são redundantes: no caso de Ponte Preta, Red Bull e/ou XV se classificarem, é indiferentes para efeito de chave se for nos pênaltis ou no tempo normal. Essa é a razão pela qual você não contará 128 possibilidades abaixo, e sim 36 (bem menos que as 81 do ano passado, o que facilitou bastante o trabalho agora…)

Então é isso. Clique na imagem para ampliar ou imprimir, brinque de captar o que cada figura representa (uma dica: há duas fotos que representam o mesmo duelo, mas em estádios distintos), escolha o que você prefere e seque à vontade. Mas, venha quem venha, agora é hora de o Palmeiras mostrar que este ano o vento virou.

semi2015

Read Full Post »

StoAndre

Em 2011 eliminamos o Santo André

Terça-feira, 16 de dezembro, 11:00. O sorteio da Copa do Brasil já tem data marcada, e a CBF ainda não divulgou uma lista oficial de participantes, nem explicou os moldes da competição, nem… bom, basicamente ignorou o assunto.

Ainda assim, é possível especular com grande chance de acerto o que vem pela frente. O Instituto Palestrino de Estatística traz o caminho das pedras em primeira mão para o torcedor alviverde (queria dizer “brasileiro”, mas já há textos como esse, e sempre damos crédito a quem rala pra fazer esse trabalho na unha).

É importante notar que estamos supondo que em 2015 a CBF manterá o mesmo formato de 2014. De novo: não houve qualquer palavra da entidade até aqui.

Em princípio, teremos os seguintes mata-matas:

  • 1ª fase: Pote 1 x Pote 5; Pote 2 x Pote 6; Pote 3 x Pote 7; Pote 4 x Pote 8
  • 2ª fase: Pote 1 (ou 5) x Pote 4 (ou 8); Pote 2 (ou 6) x Pote 3 (ou 7)
  • 3ª fase Pote 1 (ou 4, 5, 8) x Pote 2 (ou 3, 6, 7)

A partir daí, os cinco times da Libertadores e mais o Fluminense (sexto no Brasileiro) se juntam aos dez sobreviventes.

Isto posto, eis a composição dos potes (clique para ampliar)

CB2015

Com isto, podemos traçar o cenário “fácil” e o “difícil”, sempre supondo que os times de potes mais bem ranqueados avancem:

  • Que tal se vierem Vitória da Conquista, Salgueiro e Portuguesa?
  • E se em vez disso forem Londrina, Sampaio Corrêa (de novo) e Sport?

Em termos de ineditismos ou repetições, temos na primeira fase dois times que já pegamos na CB (Santo André e Remo) e três times que jamais enfrentamos nem mesmo em amistosos (Campinense, Confiança e Vitória da Conquista).

*

E quando acabar a terceira fase?

Estaremos obviamente ou classificados para as oitavas ou eliminados. E daí?

  • Se classificado para as oitavas, é quase certo pegar pedreira. Os cabeças-de-chave serão os seis times que entram só ali mais os dois melhores ranqueados que sobrarem. Para o Palmeiras ser cabeça-de-chave, precisa que no máximo um entre os seis times acima dele sobreviva. Esqueçam. Ou seja, vamos pegar alguém entre Atlético-MG, Cruzeiro, Inter, SPFC, SCCP, Fluminense e provavelmente Flamengo e Grêmio.
  • Se eliminado, em primeiro lugar gritaremos VERGONHA VERGONHA TIME SEM VERGONHA. Aí torceremos para entrar na Sul-Americana. Serão seis vagas e há nove times na nossa frente. Portanto, precisaríamos que no mínimo quatro entre Flamengo, Grêmio, Santos, Atlético-PR, Coritiba, Goiás, Figueirense, Sport e Chapecoense cheguem às oitavas. Deve acontecer.

E então? Melhor ir para as oitavas e pegar um caminho difícil como neste ano ou ser eliminado por um Bragantino da vida e encarar uns Huachipatos por aí?

Somos pela honra, sempre. Não chegamos ao posto de maior campeão nacional por artimanhas.

Rumo ao tri!

Quero outro desse

Quero outro desse

Read Full Post »

SUDxCBR

Tenho visto muita gente se questionando no twitter se o Palmeiras pode jogar a Copa Sul-Americana em caso de eliminação precoce na Copa do Brasil. Assim, eis um post curto para esclarecer a questão, mas que espera tornar-se inútil ao fim da noite de quarta – e também após eventual encontro com Avaí ou ASA.

Como de hábito, oito brasileiros vão disputar a Sula. Um deles, já definido, é o Sport, campeão da Copa do Nordeste (a Lampions League). Os pernambucanos só precisam ser eliminados de propósito na Copa do Brasil, e muito provavelmente é o que farão.

As outras sete vagas se darão pelo desempenho no Brasileiro do ano passado. Campeão da B, o Palmeiras é o 11º na fila de espera: os seis times da Libertadores estão fora, e temos prioridade sobre os quatro rebaixados. Assim, à nossa frente estão os dez times da A que ficaram no limbo em 2013.

Sendo o 11º na fila, e com sete vagas em jogo, se o Sampaio Corrêa nos eliminar, teremos que torcer para ao menos quatro destes dez times com vantagem sobre nós avançarem até as oitavas (ou seja, superarem a terceira fase). Vai dar? Confira a situação de cada um deles:

1) Vitória – eliminado da CB pelo J. Malucelli/PR, tem vaga certa na Sula

2) Goiás – eliminado da CB pelo Botafogo/PB, também está na Sula

3) Santos – deve avançar para a terceira fase, em que pegará o Londrina

4) SPFC – avançou para a terceira fase, aguardam Bragantino ou Figueirense

5) Corinthians – está na terceira fase; aguarda América/MG ou Bahia

6) Coritiba – classificado à terceira fase. Pega Paysandu ou Sport

7) Bahia – joga a volta da 2ª fase contra o Coelho em casa. Na ida, 0x0.

Obs: notem que se o Bahia avançar pega o Corinthians. Ou seja, necessariamente um dos times à nossa frente avançaria enquanto que outro cairia.

8) Inter – deve chegar à 3ª fase e encontrar Chapecoense ou Ceará

9) Criciúma – eliminado pelo Londrina, está 99% garantido e tem precedência sobre nós

10) Fluminense – está na terceira fase e pega América/RN ou Náutico

Portanto, já “perdemos” três vagas para Vitória, Goiás e Criciúma, e perderemos ao menos mais uma para Corinthians ou Bahia. Restam três, e por isso no máximo dois entre Santos, SPFC, Coritiba, Inter e Fluminense podem ser eliminados.

É bem provável que consigamos esta vaga. O Coritiba está mal, mas ou pegará um Paysandu na terceirona ou um Sport doido para perder. Os outros em geral pegarão adversários bastante fracos. Mesmo assim, se o Palmeiras escrever outra página triste nesta quarta, desistam de secar os rivais paulistas por enquanto. É o jeito de ainda batalhar por algo neste austero sofrido centenário.

Read Full Post »

Vai ter replay de 2008?

Vai ter replay de 2008?

Enfim sabemos quem são os oito times que restam na disputa pelo Paulistão. Com grandes equipes como Palmeiras, Santos e Corinthians na briga, a promessa é de fortes emoções já a partir de quarta-feira.

No entanto, o caminho até a taça ainda não está definido. Certo é que de cara vem o Bragantino, o destruidor de sonhos do fim da década de 80, em jogo único no Pacaembu, no qual empate força disputa de pênaltis. Daí pra frente, tudo depende dos resultados dos outros confrontos.

Existem quatro combinações a cada partida: vitória do mandante no tempo normal, mandante nos pênaltis, visitante no tempo normal ou nos pênaltis. Sendo quatro confrontos nas quartas, temos um total de 44 combinações possíveis de resultados, ou 256. Dessas, podemos desprezar todas as que põem o Bragantino como vencedor. Não que sejam favas contadas – é que não faz sentido projetarmos o que vem por aí se nós não estivermos, certo?

Sobram então 128, e são essas possibilidades todas que apresentamos a você. Por sorte, algumas são redundantes: eventuais classificações de Ponte e/ou Penapolense são indiferentes para efeito de chave se vierem nos pênaltis ou no tempo normal. Essa é a razão pela qual você não contará 128 possibilidades abaixo.

Então é isso. Clique na imagem para ampliar ou imprimir, escolha o que você prefere e seque à vontade. Mas, venha quem venha, é hora de o Palmeiras ser Palmeiras.

semifinal2014

Read Full Post »

Pode haver outro Choque-Rei na semi

Pode haver outro Choque-Rei na semi

Atualizado em 17/3

Faltam somente duas rodadas para a primeira fase do Paulista, mas muito do que diz respeito às quartas-de-final já está definido. Daí para frente, porém, existem muitas dúvidas sobre quem pega quem e com que mando. Vamos aqui explicar sucintamente o que for possível.

Como ainda há pontos em disputa, não dá para afirmar exatamente quem pegaremos, mas deixaremos o confuso regulamento um pouco mais claro.

Quando são as quartas? Daqui a uma semana e meia, em dias úteis: quarta 26 e quinta 27.

Quais serão os confrontos das quartas-de-final? Serão os jogos entre primeiro e segundo de cada grupo, com mando do líder. Havia uma regra que impedia mais de dois jogos na capital, mas como Portuguesa e Corinthians não têm condições de terminar na frente ela já não é necessária. As quartas serão:

São Paulo x Penapolense (Morumbi)

Botafogo x Ituano ou Audax (Santa Cruz)

Santos x Ponte Preta (Vila Belmiro)

Palmeiras x Bragantino ou, menos provável, Rio Claro (Pacaembu)

O Bragantino tem a faca e o queijo na mão: precisa só do empate contra o rebaixado Paulista. O Rio Claro depende de derrota alvinegra e também de bater a Lusa fora.

Difícil dizer qual será o jogo da TV. A Globo não é lá muito fã do Palmeiras, por isso nosso palpite que seja o do São Paulo e neste caso jogaríamos na quinta, dia 27. Melhor que às 22:00…

E se o jogo empatar? Vai direto para os pênaltis, sem prorrogação; não há vantagem para quem tem melhor campanha. Essa regra também vale para as semifinais.

Quando serão as semis? No fim de semana seguinte: domingo 30 e, talvez, sábado 29.

Como se define o cruzamento? Esta é a pergunta que gera mais confusão, mas é simples: dos quatro semifinalistas, aquele que tiver mais pontos pega o que tiver menos e tem o mando. O segundo e o terceiro fazem o outro jogo. Vale lembrar que os pontos das quartas se somam aos da primeira fase, e que vitórias nos pênaltis na verdade são empates e somam só um ponto.

Pode dar exemplos de confrontos possíveis? Vamos supor empate no clássico da Vila. Neste caso, uma situação bastante plausível baseada em simulação do resto da 1ª fase traria os jogos abaixo nas quartas.

São Paulo (24 pontos) x Penapolense (19)

Botafogo (32) x Ituano (28)

Santos (34) x Ponte Preta (27)

Palmeiras (37) x tanto faz – afinal, só vamos considerar o caso de o Verdão chegar à semi, certo?

Nesta situação, se todos os mandantes vencerem no tempo normal, teríamos nas semifinais Palmeiras x São Paulo no Pacaembu e Santos x Botafogo na Vila. Se der Ituano, fica com o Santos.

Ao que parece, se terminar em primeiro o Palmeiras só não pega o São Paulo nas semis se o Penapolense o tirar antes ou se no fim de semana que vem o São Paulo ganhar e Ituano ou Ponte tropeçarem.

Isto é: o Palmeiras está melhor que o São Paulo e levaria a vantagem de jogar em casa. Mas terminar em segundo não parece tão ruim, não é mesmo?

E a decisão? Será em dois domingos, 6 e 13 de abril, e vale a soma de pontos (óbvio, né?) seguida de saldo de gols e pênaltis. Não há prorrogação nem  gol fora. O finalista de melhor campanha decide em casa. Em chegando lá, o Palmeiras teria o mando da volta contra todos os times, à exceção talvez do Santos – depende do clássico de domingo e de eventuais disputas de pênaltis – e, com probabilidade irrisória, do Botafogo.

Então qual a diferença de ser primeiro ou segundo na 1ª fase? Na prática, apenas a de ter o mando na volta da decisão, e isso se não houver mudanças por causa dos pênaltis – isso aconteceu em 2011, quando o Corinthians se classificou em quarto e o Santos em quinto, mas o time da Vila passou batido pelo mata-mata, enquanto o rival enfrentou uma disputa de pênaltis (ah, Danilo. Ah, João Vítor…). Por isso, o jogo decisivo foi na Baixada.

Além disso, se a final for qualquer uma que não Palmeiras x Santos, essa disputa pela liderança da primeira fase não vale de nada. E, se querem saber, na opinião deste redator não valerá mesmo, pois não será este o duelo que definirá o campeão estadual. Para mim, vem por aí Bragantino, São Paulo e, para iluminar o centenário, a conquista no Derby (esta previsão não durou 6 dias…). Quem viver verá.

Read Full Post »

Older Posts »