Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘2014’

SEPxFLU

Após uma vitória suada e polêmica na estreia do campeonato, o Palmeiras volta a campo para sua primeira partida em casa e em meio a mais uma novela envolvendo atleta. Impressionante como os enredos alviverdes são sempre os mesmos e se repetem todo ano.

Horário e local: sábado (26/04) às 21:00, no Pacaembu (PPV com narração de Linhares Jr e comentários de Belletti).

Árbitro: será Dewson Fernando Freitas da Silva (PA), estreante em jogos do Palmeiras.

Situação na tabela: Palmeiras e Fluminense* têm os mesmos três pontos, mas os rebaixados levam vantagem no saldo e lideram o certame.

Desfalques/Reforços: Bruno César se lesionou durante treinamento e pára por um mês. Victorino segue jogando truco no DM. Não há suspensos.

Pendurados: nenhum. Próxima partida: Flamengo (fora).

Previsão IPE: Prass; Wendel, Lúcio, Tiago Alves e Juninho; Marcelo Oliveira, Josimar, Wesley, Valdivia e Marquinhos Gabriel; Kardec.

Destaques/Fluminense*: Diguinho, recuperado de lesão, retorna à equipe. A provável escalação deverá ter Cavalieri; Bruno, Gum, Elivelton e Carlinhos; Diguinho, Jean, Wagner e Conca; Rafael Sóbis e Fred.

Olho neles: Fred e Walter formam uma dupla de ataque de peso (técnico-literalmente falando).

Ex-palmeirenses no Fluminense*: o goleiro Diego Cavalieri.

Palpite IPE: 2×1, gols de Kardec e Valdivia.

Último confronto: foi pelo BR2012, em jogo que deu o título aos rebaixados e encaminhou o rebaixamento dos carcamanos – 2×3 – gols de Patrik Vieira e Barcos.

Última vitória em SP: apesar da freguesia histórica, não vencemos o time da Unimed desde 2009 – 1×0 – gol de Diego Souza.

Última derrota em SP:  foi pelo BR2011, no Canindé – 1×2 – gols de Valdivia para o Palmeiras e Fred (2) para o Fluminense*.

Histórico: a história do confronto teve início em 1926 com uma vitória verde em amistoso disputado no Palestra Itália – 3×2 – e de lá para cá a freguesia só aumentou.

GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO
J V E D GP GC J V E D GP GC
96 51 15 30 168 139 40 20 8 12 63 51

O IPE jamais esquecerá: com os cumprimentos de Carlos Eugênio Simon.

Read Full Post »

Marrento que só...

Marrento que só…

Vexame vivo na memória, estádio vazio, chuva, muitos desfalques e uma escalação inicial de doer os olhos. Nem mesmo esse coquetel molotov foi capaz de impedir a vitória verde nesta noite.

O jogo começou bastante movimentado. Logo nos primeiros minutos o Palmeiras criou três chances, com Bruno César, Leandro e William Matheus, todos esbarrando em erros de finalização. O Vilhena não assustava, mas contava com alguns vacilos do nosso sistema defensivo para conseguir algumas jogadas de ataque.

Conforme o tempo avançou, o Palmeiras diminuiu um pouco o ritmo, enquanto o Vilhena aguardava a chance de um contragolpe. Aos 18, Marcelo Oliveira lançou William Matheus dentro da área. O lateral dominou bem mas foi bloqueado no chute.

A grande chance da primeira etapa veio aos 35. Leandro tocou para Mendieta, que de calcanhar encontrou Marcelo Oliveira entrando em velocidade. O volante driblou o zagueiro mas na conclusão preferiu encher o pé a deslocar o goleiro, e acabou perdendo o gol.

No segundo tempo a equipe retornou com Serginho no lugar do “atrapalhado” Wellington. A mudança deu mais presença ofensiva à equipe pela direita, mas por mais incrível que pareça, também ofereceu espaços ao Vilhena. Tanto aos 12, em bola defendida por Bruno, quanto aos 26, em bola na trave, os corações palestrinos congelaram.

Como quem não faz toma, no minuto seguinte à bola na trave, saiu o nosso gol. Marquinhos Gabriel, que entrara no lugar de um inoperante Mendieta, fez bela jogada pela direita e cruzou rasteiro para Bruno César que chegou finalizando de trás. Primeiro gol dele com a camisa do clube e comemoração discreta.

Minutos depois, o mesmo Bruno César foi inteligente e se aproveitou da cochilada da zaga do Vilhena para tirar a bola do goleiro, que o derrubou na sequência. Penalti que o próprio camisa 30 cobrou para anotar seu segundo gol na partida, o segundo com a camisa do clube, e dessa vez sem comemoração.

É claro que a classificação de hoje não apaga o vexame de domingo, mas ao menos é uma pitada de tranquilidade para o período de dezoito dias sem jogos que a equipe terá pela frente. Só esperamos que este tempo seja utilizado com inteligência, tanto pela comissão técnica como pela diretoria.

AVALIAÇÕES

– Bruno: justiça seja feita, desta vez evitou uma catástrofe – 7,5

– Tiago Alves: enquanto jogou de lateral até arriscou umas subidas, mas definitivamente não é a dele. No segundo tempo atuou como zagueiro e foi bem  -7

– Wellington: muitos erros de saída de bola que só não custaram caro porque o adversário era muito fraco – 4

– Lúcio: um erro de saída de bola e várias tentativas de levar a equipe ao ataque. Fica com saldo positivo pelo esforço – 7

– W.Matheus: no primeiro tempo se apresentou bastante como opção de ataque. No segundo tempo sumiu – 6,5

– Eguren: partida discreta – 6

– Marcelo Oliveira: ajudou o ataque e quase deixou o dele – 7

– Mendieta: uma centelha de bom futebol em 60 minutos é muito pouco – 5

– Bruno César: de longe o jogador mais acionado da equipe, errou alguns lances bobos, mas decidiu o jogo – 8

– Leandro: tentou algumas jogadas, mas nada de muito animador – 6

– Miguel: tocou na bola pela primeira vez somente aos 22 do primeiro tempo, e errou a maioria das jogadas que tentou – 4

– Serginho: melhorou as jogadas de ataque pela direita e participou da jogada do primeiro gol – 7

– Marquinhos Gabriel: muito bem jogando aberto pela ponta direita, foi dele a jogada do primeiro gol – 8

– Josimar: pegou na bola? Fica sem nota.

MELHORES MOMENTOS

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 X 0 VILHENA (RO)

Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Horário: 2 de abril de 2014, quarta-feira, às 22h
Árbitro: Wanderson Alves de Sousa (CBF-MG)
Assistentes: Luciano Roggenbaum (CBF-PR) e Diego Grubba Schitkovski (CBF-PR)
Público/Renda: 4.430 pagantes / R$ 124.950
Cartões amarelos: Carlinhos, Edilsinho, Júnior, Tayron e Dalton (VIL); Bruno César, Leandro e Eguren (PAL)
Cartões vermelhos: nenhum

GOLS: Bruno César (27’/2ºT) e (31’/2ºT)

PALMEIRAS: Bruno; Tiago Alves, Lúcio, Wellington (Serginho, Intervalo) e William Matheus; Eguren, Marcelo Oliveira (Josimar, 29’/2ºT), Mendieta (Marquinhos Gabriel, 15’/2ºT) e Bruno César; Leandro e Miguel Técnico: Gilson Kleina

VILHENA: Dalton; Júnior, Marinho (Tayrão, 36’/1ºT) e Alex Barcellos; Portela, Maycon (Tiago Silva, 41’/2ºT), Carlinhos, Cucau e Edilsinho; Jaílson (Roallase, 23’/2ºT) e Sandro Técnico: Marcos Birigui

Read Full Post »

SEPxPOR

Após uma semana de treinos e descanso, o líder do grupo D volta a campo com dois objetivos: encaminhar a classificação e seguir firme na luta pela liderança geral.

Horário e local: quinta-feira (06/03), as 19:30hrs, no Pacaembu (PPV).

Árbitro: será Vinicius Furlan, cujo histórico registra 8 jogos, com 4V/3E/1D:

– 2014: 2×1 XV Piracicaba (P,f)

– 2013: 1×1 Guaratinguetá (B,c) / 0×0 Bragantino (P,c)

– 2012: 2×3 Guarani (P,f)

– 2011: 1×0 Santos (P,f) / 3×1 Paulista (P,c)

– 2010: 3×1 XV Piracicaba (Amistoso)

– 2009: 1×1 Guaratinguetá (P,f)

Situação na tabela: o Palmeiras lidera o grupo D, com 26 pontos. A Portuguesa é a quarta colocada do grupo C, com 14.

Desfalques/Reforços: Welington, Victorino, Josimar, Leandro e Diogo estão liberados pelo departamento médico, mas permanecem de fora, aprimorando o condicionamento físico. A lista de desfalques é completada por Valdivia, convocado para seleção. Bruno César e França retornam de suspensão e ficam à disposição, mas a tendência é que nenhum dos dois inicie como titular.

Pendurados: Lúcio e Wellington. Próxima partida:  Paulista (fora).

Previsão IPE: Prass; Wendel, Lúcio, M.Oliveira e Juninho; Eguren, Wesley e Mendieta; Marquinhos Gabriel, Vinícius e Kardec.

Bola verde IPE: Prass segue absoluto, com média 8,08.

Destaques/Lusa: o meia Wanderson, suspenso, fica de fora. O volante William Magrão, que tem jogado improvisado de zagueiro, está recuperado de lesão e retorna à equipe. A provável escalação da Lusa deverá ter Gledson; Régis, William Magrão, Diego Augusto e Bryan; Diego Silva, Renan, Gabriel e Rondinelly; Henrique e Leandro.

Ex-palmeirenses na Lusa: o meia Rondinelly e o atacante Caio Mancha.

Palpite IPE: 2×0, gols de Kardec e Bruno César.

Último confronto: foi pelo BR2012, no Canindé – 0x3 – gols de Bruno Mineiro (2) e Moisés.

Última vitória como mandante: foi pelo BR2008, no Pacaembu – 4×2 – gols de Alex Mineiro (2), Kleber e Gustavo para o Palmeiras, e Jonas (2) para a Lusa.

Última derrota como mandante: foi pelo Paulistão 2005, no Palestra – 1×2 – gols de Osmar para o Palmeiras, e Rodriguinho e Alexandre para a Lusa.

Histórico: o primeiro encontro data de uma sexta-feira 13 nos idos de 1921, e foi uma goleada de 5 a 1 do Palestra Itália sobre a então Portuguesa-Mackenzie, pelo Paulista.

GERAL CAMPEONATO PAULISTA
J V E D GP GC J V E D GP GC
259 120 72 67 449 332 151 72 45 34 270 175

O IPE não se lembra: pelo Paulistão 1978, um chuva de gols e vitória palestrina – 5×3 – gols de Jorge Mendonça (2), Altimar, Amílton Rocha e Beto Fuscão para o Palmeiras, e Wilson Carrasco,  Camargo e Enéas para a Portuguesa.

Read Full Post »

Mais um do artilheiro

Mais um do artilheiro

Noite de reabilitação no Pacaembu. Sem sustos, o Palmeiras venceu o São Bernardo e deixou encaminhada a classificação às quartas de final.

O jogo começou com o Palmeiras trocando passes e o São Bernardo abusando das faltas na intermediária. A equipe do ABC tentava matar as jogadas e forçar o erro para sair em contra ataque, e conseguia levar algum perigo em jogadas isoladas.

A primeira boa chance veio aos 15, em bela troca de passes entre Valdivia e Marquinhos Gabriel. O camisa 40 recebeu na frente mas concluiu mal, sendo que poderia ter cruzado rasteiro para Alan Kardec, que fechava pelo meio. Aos 17 outra boa trama entre o mago e Marquinhos, mas o chileno tropeçou. A resposta do Bernô veio na sequência, com Careca, para defesa de reflexo de Prass.

O Palmeiras seguiu martelando. Alan Kardec deu uma casquinha em bola alçada para a área, mas Wilson Jr defendeu bem. No lance seguinte, o gol. Bom cruzamento de Wendel e conclusão de Alan Kardec, para desespero daqueles que torciam para que a não convocação o afetasse.

Aos 29, em bola levantada por Wesley, Lúcio apareceu na esquerda para cabecear para a defesa do goleiro. No rebote Kardec também tentou de cabeça mas a zaga afastou. Em seguida veio a tradicional pisada no freio, e o time recuou, permitindo que o São Bernardo aumentasse a presença ofensiva, mas sem levar perigo até o fim da primeira etapa.

O segundo tempo começou com o São Bernardo pressionando, mas quem marcou foi novamente o Palmeiras, aos 12. Vinícius acertou o único lance dele em todo jogo, cruzando para Valdivia que teve categoria e tranquilidade para dominar, dar uma rápida olhada e correr para o abraço. 

O segundo gol encerrou qualquer tipo de tentativa de reação do time do ABC. O bandeira ainda teve tempo de marcar um impedimento de Mendieta que só ele viu, e a equipe teve mais algumas boas chances antes do apito final.

Valdivia, que estava pendurado e não jogaria a próxima por estar convocado para um amistoso da seleção chilena, forçou o terceiro, e coroou a vitória respondendo aos repórteres tudo aquilo que eles não queriam ouvir.

A vitória alçou o Palmeiras aos 26 pontos, na liderança absoluta do grupo D, enquanto que o Bernô permanece sem marcar sequer um mísero gol até aqui na história do confronto entre as equipes.

AVALIAÇÕES

– Prass: comentar as atuações dele tem sido chover no molhado – 8,5

– Wendel: não comprometeu na defesa, errou algumas jogadas no ataque, mas compensou com cruzamento preciso no primeiro gol da equipe – 7,5

– Lúcio: cada vez mais seguro e esbanjando experiência , só precisa prestar um pouco mais de atenção nas saídas de jogo – 8

– M.Oliveira: joga simples e sem dar sustos – 8

– Juninho: depois da atuação de seu concorrente no último final de semana, não há o que reclamar – 7

– Eguren: afoito, estabanado e exagerando na “força” em alguns lances – 5,5

– Wesley: boa movimentação, alguns erros de saída de jogo, e apoio constante ao ataque – 7,5

– Valdivia: distribuiu passes, fez gol, tomou o amarelo quando era pra tomar, e deu duas invertidas nos repórteres após o jogo – 8,5

– Marquinhos Gabriel: foi ao lado de Valdivia o principal articulador da equipe no primeiro tempo – 8

– Vinícius: errou tudo, menos o cruzamento que originou o segundo gol – 7

– Kardec: meteu gol e também deu uma invertida no repórter – 8,5

– Mendieta: apareceu bem em algumas jogadas de ataque, mas na principal delas foi sacaneado pelo bandeira – 7,5

– Patrick Vieira: em seu primeiro lance na partida deu a impressão de que iria mostrar ao Vinícius como se faz, mas depois também não acertou muito mais – 7

– Tiago Alves: entrou para ganhar ritmo, fica sem nota.

MELHORES MOMENTOS

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 X 0 SÃO BERNARDO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data e horário: 27 de fevereiro de 2014, quinta-feira, às 19h30
Árbitro: Aurélio Santanna Martins
Assistentes: Fausto Augusto Viana Moretti e Eduardo Vequi Marciano
Público/renda:
 234.605,00/6742 pagantes
Cartões amarelos: Valdivia (PAL); Castán (SBS)
Cartões vermelhos: Nenhum

GOLS: Alan Kardec, 24’/1ºT (1-0); Valdivia, 10’2ºT (2-0)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Eguren, Wesley (Tiago Alves – 43’/2ºT) e Valdivia; Marquinhos Gabriel (Mendieta 19’2ºT), Vinicius (Patrick Vieira – 31’/2ºT) e Alan KardecTécnico: Gilson Kleina.

Read Full Post »

SEPxSBC

Digerindo a primeira derrota do ano e ainda com alguns desfalques, o Palmeiras volta a campo para mais um compromisso. Que a derrota de domingo tenha servido de alerta para que o foco seja mantido.

Horário e local: quinta-feira (27/02), as 19:30hrs, no Pacaembu (PPV).

Árbitro: será Aurélio Santanna Martins, cujo histórico registra apenas uma partida:

2013 – 2×0 Botafogo-SP (P,c)

Situação na tabela: o Palmeiras é o líder do grupo D, com 23 pontos. O São Bernardo é o terceiro colocado do grupo C, com 18.

Desfalques/Reforços: Victorino, aprimorando o preparo físico, Wellington, Josimar, Leandro e Diogo, lesionados, e Bruno César e França, suspensos, ficam de fora. Em compensação, Juninho, Wesley e Alan Kardec retornam à equipe.

Pendurados: Valdivia, Lúcio e Wellington. Próxima partida:  Portuguesa (casa).

Previsão IPE: Prass; Wendel, Lúcio, M.Oliveira e Juninho; Eguren, Wesley, Mendieta e Valdivia; Mazinho e Kardec.

Bola verde IPE: Prass segue isolado na ponta, com média 8,04.

Destaques/S.Bernardo: o lateral Rafael Cruz e o volante Edson, suspensos, ficam de fora. A provável escalação do “Bernô” deverá ter Wilson Jr.; Kaique, Luciano Castán, Lombardi e Eduardo; Dudu, Marino, William Favoni e Bady; Careca e Gil.

Curiosidade: o zagueiro Luciano Castán é irmão do também zagueiro Leandro Castán, atualmente na Roma-ITA.

Ex-palmeirenses no S.Bernardo: o lateral Eduardo e o volante Zé Forte (este, somente pelo B).

Palpite IPE: 2×1, gols de Alan Kardec e Lúcio.

Última vitória como mandante: foi pelo Paulistão 2013 – 3×0 – gols de Barcos (2) e Valdivia.

Última derrota como mandante: jamais levamos sequer um gol do time do ABC.

Histórico:

GERAL CAMPEONATO PAULISTA
J V E D GP GC J V E D GP GC
2 2 0 0 5 0 2 2 0 0 5 0

O IPE se lembra: pelo Paulistão 2011 recebemos o time do ABC no Canindé e vencemos – 2×0 – gols de Danilo e Patrik.

Read Full Post »

BotRPxSEP

Ainda sem saber o que é derrota em 2014, o líder geral do certame vai até Ribeirão Preto encarar o líder do grupo B.

Horário e local: domingo (23/02), as 18:30hrs, no estádio Santa Cruz (Sportv).

Árbitro: será Robério Pereira Pires, cujo retrospecto registra 8 jogos, com 5V/2E/1D:

2013 – 4×1 Guarani (P,c) / 3×3 XV Piracicaba (P,f)

2009 – 2×1 Bragantino (P, c)

2008 – 3×1 S.Caetano (P, c) / 0x1 Noroeste (P, f)

2002 – 3×0 Mogi (Amistoso, f)

2001 – 2×1 Portuguesa Santista (P, f) / 0x0 Vasco (Rio-SP, f)

Situação na tabela: o Palmeiras é o líder do grupo D com 23 pontos, e o Botafogo é o líder do grupo B, com 16.

Desfalques/Reforços: Victorino, Wellington, Leandro e Diogo, lesionados, Wesley e Juninho, com dores, e Kardec, suspenso, ficam de fora. Valdivia retorna à equipe. Bruno César segue aprimorando o preparo físico e a previsão é que possa atuar durante 45 minutos. Bruno Oliveira e Renatinho estão recuperados de lesão e ficam à disposição.

Pendurados: Valdivia, Lúcio, Wellington e França. Próxima partida:  São Bernardo (casa).

Previsão IPE: Prass; Wendel, Lúcio, Tiago Alves e Juninho; França, M.Oliveira, Valdivia e Mazinho; Vinícius e Serginho.

Bola verde IPE: Prass segue isolado na ponta, com média 8,05.

Destaques/Botafogo: o zagueiro César Gaúcho, suspenso, fica de fora. Com 100% de aproveitamento em casa, o “Pantera” deverá ir a campo com Gilvan; Daniel Borges, Caldeira, Lima e Giovanni; Gilmak, Hudson, Camilo e Wellington Bruno; Marcelo Macedo e Mike.

Ex-palmeirenses no Botafogo: o goleiro Gilvan, o meia Felipe e o atacante Afonso (os dois últimos, somente pela base).

Palpite IPE: 2×1, gols de Mendieta e Bruno César.

Último confronto: foi pelo Paulistão 2013, no Pacaembu – 2×0 – gols de Leandro.

Última vitória no local do jogo: foi um chocolate, pelo Paulistão 2012 – 6×2 – gols de Barcos (2), Maikon Leite, Ricardo Bueno (!) e Juninho.

Última derrota no local do jogo: faz tempo! Foi pelo Paulistão 1992 – 0x1 – gol de Bira.

Histórico:  a primeira partida da história entre as equipes foi pela “Taça Competência” em 1928 e terminou em goleada palestrina – 5×0 – gols de Heitor (2), Ministrinho, Perillo e Miguelzinho.

GERAL CAMPEONATO PAULISTA
J V E D GP GC J V E D GP GC
103 61 29 13 199 87 81 49 21 11 153 67

O IPE se lembra: pelo Paulistão 1991 o Palmeiras foi até o Santa Cruz e goleou – 4×1 – gols de Wágner (3) e Edu Marangon.

Read Full Post »

Quem será o primeiro craque do centenário?

Disputa acirrada!

Passada mais da metade da primeira fase, é chegada a hora da primeira parcial do Troféu Bola Verde IPE  – Paulistão 2014.

Para o Paulista deste ano, as regras estipuladas foram as seguintes:

  • As partidas da primeira fase têm peso 1, com exceção dos clássicos (SCCP, SPFC e SFC) que têm peso 2. As quartas e semi-final têm peso 2, e a grande final peso 3;
  • Só haverá premiação se a equipe avançar para a fase mata-mata;
  • Aqui, a novidade. Agora, o jogador precisa obrigatoriamente atingir 40% de participação no campeonato, valendo os mesmos pesos que damos para clássicos e jogos de fase final. Queremos evitar que um jogador que “coincidentemente” tenha ficado de fora de todos os clássicos e jogos decisivos (você sabe de quem falamos) leve o troféu. Por isso, pegar o Corinthians tem peso 2, enquanto o Atlético Sorocaba tem peso 1.

Sem mais delongas, segue a classificação até o momento:

Pos.  Jogador  Média
1  Fernando Prass  8,05
2  Alan Kardec  7,64
3  M.Oliveira  7,55
4  Mendieta  6,92
5  M.Gabriel  6,83
6  Lúcio  6,70
7  Wesley  6,65
8  Wellington  6,57
9  Diogo  6,50
10  Wendel  6,35
11  Valdivia  6,29
12  França  6,17
13  Juninho  5,60
14  Leandro  5,25
15  Mazinho  5,20

*Jogadores com menos de 40% de participação não aparecem nesta relação. São os casos, por exemplo, de William Matheus, Felipe Menezes e Serginho.

A próxima parcial será divulgada ao final da primeira fase. O resultado final será divulgado ao final do certame, juntamente como o resultado da “Escolha do Leitor”, baseado em nossas enquetes pós-jogo.

Read Full Post »

Older Posts »